quarta-feira, 21 de julho de 2010

quarta-feira, 14 de julho de 2010

VINHO DO PORTO

Ana Menezes da grandcru, me mandou uma explicação sobre vinho do porto, ela é muito simpática e competente.

Alguns esclarecimentos sobre os estilos de vinho do Porto:

Porto Branco: ideal para aperitivo, elaborado a partir de uvas brancas,pode ser seco, doce ou muito doce, geralmente não tem longo envelhecimento em barricas

Porto Ruby: de cor intensa, encorpado e muito frutado, geralmente tem média três anos de envelhecimento em carvalho, aromas de frutas vermelhas e negras maduras, compota e especiarias;

Porto Tawny: cor aloirada, aromas delicados de baunilha e frutas secas, como nozes e amêndoas, é resultado da mistura de vários vinhos, de diversas safras,

Porto LBV: é um Ruby de safra única, selecionado por sua elevada qualidade. Engarrafado após 4 a 6 anos de estágio em barricas, tem cor rubi intensa, é encorpado e muito frutado.
Porto Colheita: é um Tawny de uma só colheita que envelheceu em cascos por um período mínimo de 7 anos.

Porto Vintage: considerado por muitos o rei dos vinhos do Porto. Elaborado com uvas de um único ano, sendo engarrafado dois a três anos após a colheita. Pode evoluir por décadas, mas encanta em qualquer fase de sua vida.

Vinhos do Porto e sua harmonização
Ao contrário do que possa parecer, o vinho do porto não é utilizado somente como vinho para aperitivos ou após as refeições, mas nos permite estabelecer diversas harmonizações.

Vinho do Porto Vintage e sua harmonização

O vinho e o queijo parecem ter sido feito uma para o outro.

Um bom exemplo é uma clássica e magnífica harmonização: queijo da Serra da Estrela (queijo feito com leite cru de ovelha, cremoso e com forte personalidade) com o Porto Vintage.


Vinho do Porto LBV (Late Bottled Vintage) e sua harmonização

Vinho de qualidade elevada proveniente de uma só colheita.

Um vinho fortificado com ótima estrutura, harmonia e equilíbrio, pode ser oferecido durante uma refeição, também é um vinho de qualidade elevada proveniente de uma só colheita. Uma ótima opção é experimentá-lo com outro prato, intercalado com outros vinhos.
Sugestão acompanhá-lo com fatias de fígado fresco de pato salteada na própria gordura e especiarias. Também combina muito bem com variados sortimentos de chocolates de texturas variadas.

Vinho do Porto Tawnies 10, 20, 30,40 anos e sua harmonização
Ótimos acompanhamentos são: arroz doce, rabanada, doces a base de ovos e amêndoas ou como digestivo após o café.
O Porto Tawny é um clássico na harmonização com algumas sobremesas típicas de Páscoa, principalmente chocolates. A potência e a doçura equilibradas deste fortificado ajudam a tornar inesquecível a harmonização com bombons, ovos de Páscoa e barras de chocolate.
Vinhos do Porto Tawnies, ruby reserva e datas de colheita
Todos vão muito bem com frutas secas (figos, nozes, avelãs, damasco, etc.), patês de presunto, com os queijos azuis (Roquefort, Stilton, Gorgonzola).
Vinho do Porto Branco e sua harmonização
Ideais como aperitivo, servido fresco, combinam com canapés, carne frias, queijos frescos.
Outra opção é servi-lo como cocktail, o excelente e refrescante "long drink" que é o Porto branco, água tônica (em iguais proporções), cubos de gelo e uma rodela de limão.
Fonte

domingo, 11 de julho de 2010

Cervejas Eisenbahn

Antes escrever o post, gostaria de saber o que faço, pois os comentários que recebo; eu publico, depois de aprovar, mas não querem aparecer aqui no post. alguém saberia me dizer o que fazer?

Vamos lá:

Este fim de semana degustei as 2 cervejas da ponta

Eisenbahn é uma rara combinação de tradição, talento e tecnologia.
A família que fundou a cervejaria visitou as melhores cervejarias do mundo, na Alemanha e na Bélgica, e trocou informações com os mestres cervejeiros desses pequenos fabricantes. Para cuidar da produção do precioso líquido, trouxe um mestre cervejeiro alemão com 30 anos de experiência, formado na mais conceituada universidade de cervejeiros do mundo, a Weihenstephan, na Alemanha.
A matéria prima utilizada no processo de produção vem dos melhores fornecedores do mundo. Através de um processo automatizado de fabricação - único entre as cervejarias artesanais - produz cervejas de qualidade consistente, sempre seguindo a tradição e a paixão que marcam as melhores cervejas do mundo. Com receitas centenárias e desenvolvidas para harmonizar com pratos bem elaborados, contribui para uma experiência gastronômica mais rica.
Clique aqui e conheça a trajetória da Eisenbahn

Eisenbahn Pilsen (Gostei muito)
Parece mais concentrada que as pilsen que bebi

A Eisenbahn Pilsen foi desenvolvida para agradar a todos os paladares, pois a cerveja tipo Pilsen é a mais conhecida no Brasil e também a mais consumida no mundo.
É uma cerveja clara puríssima do tipo Lager, de baixa fermentação, suavemente amarga e de médio teor alcoólico (4,8%).
De coloração dourada, a Eisenbahn Pilsen traz em cada copo o verdadeiro sabor das cervejas de puro malte. Suas principais características são a pureza, transparência e sabor, que não tem comparação entre as Pilsen nacionais, lembrando muito as importadas alemãs.
A cerveja Lager é historicamente mais recente que as Ales, tendo sido difundida a partir de seu berço, a cidade de Pilsen na República Tcheca. Para sua fermentaçãosão utilizadas leveduras que resultam noprocesso chamado de baixa fermentação,ou fermentação a frio.
Temperatura ideal para degustar: 2 a 4 graus


Pilsen Natural

Dourada, leve e saborosa. É a primeira cerveja orgânica do Brasil, feita com ingredientes sem agrotóxicos e fertilizantes sintéticos. Embalagem com 6 garrafas de 355ml.
É um produto certificado pelo IBD - Instituto Biodinâmico, que fiscaliza e certifica produtos orgânicos no Brasil de acordo com normas internacionais.
Temperatura ideal para degustar: 2 a 4 graus

Eisenbahn Weizenbier
( gostei muito, um trigo bem concentrado)


A Eisenbahn Weizenbier é uma cerveja de trigo leve e refrescante. Com textura e corpo mais densos, é admirada pela mistura perfeita dos cereais. E como não é filtrada, conserva em cada copo o fermento utilizado no processo de fabricação, ganhando cor e um sabor sem igual.
As Cervejas de Trigo são de alta fermentação e são muito consumidas no sul da Alemanha, onde são produzidas algumas das mais conhecidas marcas do mundo. Para desenvolver a Eisenbahn Weizenbier, nosso Mestre Cervejeiro foi desvendar em Munique os mais antigos segredos do engarrafamento deste tipo de cerveja. O resultado é uma cerveja deliciosamente sem igual.
Temperatura ideal para degustar: 3 a 5 graus
Fonte

Eisenbahn Pale Ale ( gostei)

Eisenbahn Pale Ale é uma cerveja de coloração âmbar, de paladar e amargor mais encorpados e complexos e com teor alcoólico de 4,8%. É muito parecida com as Ales belgas e a temperatura ideal para seu consumo é entre 3 e 5 graus. A Eisenbahn é uma das únicas Pale Ale brasileiras - uma jóia rara para os apreciadores das melhores cervejas.
O termo Pale Ale, que significa uma Ale Palha, ou clara. Foi criado na Inglaterra para descrever as cervejas mais claras da época, que tinham cor de cobre. As cervejas do tipo Ale representam a melhor tradição européia, especialmente as belgas e inglesas.
As Ales são cervejas de alta fermentação ou fermentação a quente, que realça os sabores mais complexos, frutados e lupulados deste tipo de cerveja. São mais vigorosas e encorpadas e têm características variadas, sendo doces ou amargas, claras ou escuras.
Temperatura ideal para degustar: 3 a 5 graus

Eisenbahn Dunkel


Cerveja do tipo Lager, de baixa fermentação, a Eisenbahn Dunkel leva em sua receita cinco tipos diferentes de maltes importados. O resultado é uma cerveja marcante, com um aroma incomparável que apresenta notas de torrefação e de café.
Temperatura ideal para degustar: 3 a 5 graus

Harmonização

13 Dicas de Como Harmonizar Cerveja com Gastronomia

Cervejas são versáteis e diversas em estilo, sabor, aroma, corpo, cor, amargor, acides, teor alcoólico, entre outras características. Essa diversidade nos permite ter grandes experiências tanto complementando quanto contrastando com os sabores da comida.
A cerveja certa melhora o sabor do seu prato.

Preparamos 13 dicas especiais para que você atinja a maior satisfação possível durante uma refeição regada a cervejas tradicionais:
1 - Pratos leves, cervejas leves: procure equilibrar o nível de complexidade, peso e intensidade do prato com o da cerveja. Pratos de sabor leve e suave devem combinar com cervejas também leves. Cervejas encorpadas tendem a “apagar” e se sobressair sobre o sabor de pratos leves. Pratos de sabor forte devem ser armonizados com cervejas encorpadas e de sabor intenso. Por exemplo, camarão combina com Weizenbier ou Kölsch (cervejas suaves, de baixo amargor). Feijoada combina com Dunkel, Rauchbier e Weizenbock (sabores fortes tostados, terrosos, defumados e caramelizados).
2 - Combine sabores semelhantes: procure unir doce ao doce e ácido ao ácido. Harmonize uma levemente ácida Weizenbier com um Ceviche (peixe marinado no limão). Pato com molhos adocicados (de frutas e/ou redução de vinhos) combina bem com Doppelbock, Bock, Weizenbock e Cream Stouts (doces).
3 - De vez em quando ignore as dicas anteriores e faça novas experiências. Teste o contraste de sabores (Stout com ostras), assim como novas formas de complementação. Você vai se surpreender com o que pode descobrir.
4 - Se você é conhecedor de vinhos, pense em uma Ale escura como um vinho tinto e em uma Lager clara como um vinho branco. Pense em cervejas de alto amargor como vinhos bem ácidos ou com bastante taninos.
5 - Gosto é subjetivo. Cada pessoa percebe sabores e aromas de uma forma muito particular. Não fique restrito a regras. Se estiver bom pra você, relaxe e aproveite. Mas esteja sempre aberto a sugestões.
6 - Em um "Beer Dinner" (jantar com cerveja), procure servir as cervejas e pratos mais leves primeiro, crescendo em peso e intensidade no decorrer da refeição, para que as mais encorpadas não façam com que as leves pareçam “aguadas”. O mesmo vale para cervejas secas (amargas) e doces. Comece pelas secas.
7 - Carbonatação: o CO2 presente na cerveja tem a capacidade de limpar os sabores fortes e gordurosos da comida e deixar sua boca pronta para a próxima garfada, como se cada uma fosse a primeira. Prove uma Dunkel com uma costela ou feijoada e verá o resultado. O CO2 refresca o paladar e concentra os aromas da cerveja, fazendo-os chegar ao seu nariz.
8 - Amargor: o amargor estimula o apetite e é o contrapeso para o açúcar residual deixado pelo malte. Com uma função parecida com a da carbonatação, o amargor tem a capacidade de limpar o paladar, cortando a gordura e os sabores de pratos pesados. Prefira pratos apimentados e gordurosos com cervejas de alto amargor, como as IPA (India pale Ale), Pale Ale e Amber Lager.
9 – Identifique o elemento mais forte. Procure encontrar no prato o ingrediente de sabor e aroma mais intenso. Ele pode ser a carne, o molho ou o acompanhamento. Combine a cerveja com esse elemento mais forte.
10 – Evite cervejas muito alcoólicas com pratos apimentados. O álcool intensifica a força da pimenta.
11 – Dois sabores iguais presentes no prato e na cerveja, quando combinados, tem a sua percepção reduzida. Cerveja defumada combinando com prato defumado diminui a percepção de defumação em ambos. Prato doce com cerveja doce diminui a percepção adocicada em ambos.
12- Cervejas doces e sabores torrados: cervejas com bastante açúcar residual (Bock, Weizenbock, Barley Wine, Cream Stout) combinam com pratos com molhos adocicados e molhos agridoces, presentes na comida chinesa, por exemplo. Cervejas feitas com malte torrado apresentam sabores de torrefação, parecidos com o de um café expresso (Schwarzbier, Dunkel, Stout). Esses sabores combinam perfeitamente com comidas grelhadas e com sobremesas de chocolate.
13 - Cerveja com sobremesa: a cerveja certa pode combinar maravilhosamente bem com sobremesas. Imperial Stouts (açúcar residual, malte torrado), combina bem com chocolates meio amargos. Kriek belga (cerveja feita com cereja, frutada) combina bem com sorvete de baunilha ou com cheesecake.

SUGESTÕES DE HARMONIZAÇÃO COM EISENBAHN
Kölsch - Saladas, peixes delicados, molhos de base cítrica, lagostas, mariscos, camarões e siri.

Dunkel - Feijoada, carne de porco com molhos com frutas; chucrute,carnes assadas, combinações doces e salgadas, lingüiças , frango assado, peixes encorpados, molhos funghi e comida Chinesa.

Weizenbock - Pato, carne de cervo, carne de vitela, goulash.

Weizenbier - Comidas mexicana, tailandesa, indiana e chinesa; salsicha de carne de vitela branca com mostarda doce; carne de porco assada, frutos do mar ao vapor e lagosta.

Pilsen Orgânica - Valem as mesmas sugestões que acompanham a cerveja Pilsen.
Pilsen - Pratos com peixes delicados, mariscos, crustáceos, sushi, lingüiças e saladas.
Pale Ale - Combina com carne de carneiro, de porco e de gado. Queijo Roquefort, salsichas alemãs e pratos condimentados.

Rauchbier - Pratos com carnes assadas, peixes defumados e carnes defumadas. Produzida especialmente para harmonizar com charutos.

Weihnachts Ale - Combina com carne de carneiro, de porco e de gado. Também com peru grelhado ou assado. É perfeita para a ceia de Natal.

Eisenbahn Strong Golden Ale - Combina com massas com molhos pesto ou de mexilhões, com frutos do mar, comida indiana, tailandesa e ostras.

Lust - Ideal como aperitivo ou acompanhando entradas e sobremesas.